quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Novo blogue

Novo blogue

Visitem-nos em:

Artesanato Portugal

http://portugal-artesanato.blogspot.com/

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Arte sacra e arte religiosa



Arte sacra e arte religiosa

Deve-se distinguir entre arte religiosa e Arte Sacra. A diferença está, fundada, não tanto nos caracteres intrínsecos de ambos e na inspiração de cada uma, mas no destino da obra artística. Existem obras de profunda inspiração religiosa e que, não obstante isto, não são destinadas ao culto, e por tanto, não devem ser consideradas propriamente como sendo "arte sacra".

Em geral, pode-se dizer que é arte religiosa aquela que reflecte a vida religiosa do artista. A virtude da religião tende a produzir no homem uma atitude substancialmente interna, de submissão, adoração, de fé e esperança e, sobretudo, de amor a Deus. Portanto, a arte religiosa deve ter esta mesma finalidade e para se dê é necessário que a arte, – conservando o intrínseco de sua natureza - se subordine ao fim da religião.

A "arte sacra" é aquela arte religiosa que tem um destino litúrgico, isto é, aquela que se ordena a fomentar a vida litúrgica nos fiéis e que por isso não só deve conduzir a uma atitude religiosa genérica, mas há de ser apta para produzir a atitude religiosa exigida pela Liturgia, quer dizer para o culto divino.

Condições da arte sacra

A arte sacra leva consigo uma série de características que é necessário reconhecer e compreender profundamente. Por exemplo, um quadro pode provocar um sentimento religioso, mas pode não ser adequado que se celebre a Santa Missa perante ele. Se os elementos que compõem a obra artística, ainda que dominados por um sentimento religioso, não estão espiritualizados em grau suficiente, se centram a atenção em demasia em um elemento sensível, puramente estético, sem elevar-se a um plano espiritual, que ajude a alguém a colocar-se diante de Deus, não deve ser tratado como arte sacra, mas sim no âmbito mais geral da arte religiosa.

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008